Jornalista Inês Marzano

Friday, May 13, 2016

Soltando os Bichos

Mostra de arte na Estacio homenageia Paulinho Pedra Azul

Estácio BH, 11/05/2016
Por Inês Marzano
Lucia
Aconteceu na tarde desta quarta-feira (11/05), a exposição Soltando os Bichos, promovida pelos alunos de desenho, pintura e aquarela do curso  Design de Moda e do Programa da Maturidade Estacio BH. O evento ocorreu nos corredores do Campus Prado, em clima descontraído e aconchegante.

A mostra foi composta por inúmeras obras, cujo tema foi de  animais. Bichos de toda a espécie, tamanhos, técnicas variadas e muita criatividade marcaram a belíssima exposição.

O evento contou ainda com tarde de autógrafos do livro infantil "Soltando os Bichos" do cantor Paulinho Pedra Azul e com uma linda apresentação do Coral da Maturidade com a música Jardim da Fantasia, em homenagem ao músico,  comandada pelo maestro e professor Eduardo Fonseca.

Conforme Paulinho, o evento foi acolhedor. "Passamos uma tarde com pessoas que valorizam a arte e a cultura e se entregam para fazer o melhor,  com muita alegria",  disse.

Brevemente Paulinho Pedra Azul lançará seu próximo CD e cogitou a possibilidade de fazer um show de lançamento no auditório do Centro Universitário Estácio BH  para toda a comunidade acadêmica.

Paulinho Pedra Azul
Nasceu na cidade de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Além de músico, também é autor de 200 telas a óleo e acrílico e de 15 livros.
Sua carreira artística teve início por volta dos 13 anos de idade, inicialmente com as artes plásticas. Enveredando pela música participou de um conjunto chamado “The Giants”, em que trabalhou com Rogério Braga, Mauro Mendes, Marivaldo Chaves, Salvador, Edmar Moreira e André, interpretando canções dos Beatles, The Fevers, Os Incríveis, Erasmo e Roberto Carlos, dentre outros. 
A partir do final dos anos 1960 participou de festivais regionais de música e de poesia, tendo realizado inúmeros shows em cidades do interior de Minas Gerais. Nos anos 70, mudou-se para São Paulo onde morou por dez anos, período no qual trabalhou com o cantor, humorista e ator Saulo Laranjeira, também oriundo de Pedra Azul. Retornou depois para Minas, se fixando em Belo Horizonte onde até hoje reside.
Durante o tempo em que viveu em São Paulo gravou seus três primeiros discos. O LP de estreia fez grande sucesso com a canção intitulada "Jardim da Fantasia", popularmente conhecida como "Bem-te-vi". Segundo os fãs, a música teria sido feita para uma noiva falecida do compositor, mas ele nega isto. 
Com um estilo que varia do romântico à MPB, fortemente influenciada pelo Clube da Esquina, e com algumas composições de chorinhos, Paulinho Pedra Azul tem 21 discos gravados, a maioria deles independentes, tendo vendido cerca de 500 mil exemplares de toda a sua obra. É também autor de 200 telas a óleo e acrílico e de 15 livros, dentre eles “Delírio Habanero - Pequeno Diário em Cuba”, escrito durante visita à ilha de Fidel Castro.
Apesar de não ser um constante frequentador da mídia de massa, Paulinho Pedra Azul consegue ser conhecido por um segmento específico que envolve principalmente universitários. Pesquisa feita pela AMAR (Associação de Músicos, Arranjadores e Regentes), o destacou como o segundo cantor mais conhecido de Minas Gerais, perdendo apenas para Milton Nascimento.

Fotos: Lúcia Marzano

Imagens

_dsc0583_dsc0585_dsc0586_dsc0590_dsc0594_dsc0595_dsc0598_dsc0599_dsc0601_dsc0605_dsc0606_dsc0608_dsc0610_dsc0611_dsc0614_dsc0618_dsc0619_dsc0622_dsc0624_dsc0625_dsc0627_dsc0631_dsc0635_dsc0636_dsc0638_dsc0639_dsc0641_dsc0643_dsc0645_dsc0647_dsc0648_dsc0650_dsc0651_dsc0652_dsc0653_dsc0655_dsc0656_dsc0657_dsc0664_dsc0666_dsc0668_dsc0669_dsc0671_dsc0674_dsc0675_dsc0676_dsc0677_dsc0679_dsc0681_dsc0685_dsc0687_dsc0690_dsc0693_dsc0695_dsc0696_dsc0698_dsc0701

0 Comments:

Post a Comment

<< Home